sexta-feira, abril 09, 2010

PROFESSOR EDMAR SOARES BRASILEIRO

A partir da criação da Indústria consolidou-se de fato o Capitalismo,sistema econômico que veio substituir o feudalismo.A regra(única)desse sistema é não ter regra,portanto o que importa para os donos do poder econômico mundial é produzir o quanto podem sem se importar com o destino final de seus produtos.Não há
nenhuma orientação nem tão pouco fiscalização por parte de quem comercializa e nem pelos orgãos competentes no sentido de orientar os consumidores de maneira consciente para que deem o destino correto para os dejetos.Sabemos que todo material descartado seja qual for pode ser muito bem aproveitado,basta para isso desenvolvimento científico,investimento em idéias que venham trazer soluções capazes de resolver tais problemas,tenho certeza que o custo benefício seria bastante viável e no fim todos sairiam ganhando inclusive a própria natureza uma vez que foi a mesmo que nos ofereceu tudo sem cobrar nada.

17 comentários:

  1. Muito bem colocado professor.
    A natureza não cobra nada,e nós exigimos cada vez mais dela,exploramos,exaurimos suas forças, ouvimos o seu soluçar e permanecemos nessa inercia.
    E o que a natureza grita?
    implora por um basta!
    suplica por um basta!
    fazemos parte do desse ciclo natural,não o controlamos,não o dominamos.
    Respeitar a natureza é auto respeitar-se.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com o post do professor e com o comentário da Helena.
    Como as leis da física dizem, toda ação possui uma reação. As "Leis de Murphy", apesar de muito pessimistas, também colocam bem clara a nossa sitação, ele diz que "Acontecimentos infelizes sempre ocorrem em série." Mas por que acontecem em série? Simplesmente por causa da falta de capacidade de pensar que o ser humano tem. Nós nos dizemos que somos o ápice da evolução, para quem acredita na teoria da evolução, ou dizemos que somos a maior obra das mãos de Deus, para aqueles que são guiados pela fé. No entanto, somos pequenos e não conseguimos enxergar a um palmo da nossa face. Gastamos milhões em festas que nada nos acrescentam, dinheiro que poderia construir casas para pessoas em situação de risco. Será que a natureza é culpada por essas coisas? Acho que não, a culpa de tudo isso é do Ápice da evolução, da criatura mais bem dotada Criada por Deus na Terra. A culpa é nossa. (Lucas Holanda)

    ResponderExcluir
  3. Bem colocado Lucas " Toda ação tem uma reação". A natureza está apenas se vingando, pagando aquilo que fizeram a ela. Se alguém rouba alguma coisa, danifica algo que você precisa, entre outros aspectos, você certamente vai procurar fazer alguma coisa para pegar quem te fez algum mal, assim é a natureza mecheram com ela e agora ela está apenas fazendo alguma coisa para repor o mal que a fizeram. Como qualquer outro ser vivo fazeria.

    Willy Abdon 2º "G" nº 45

    ResponderExcluir
  4. achei muito interessante essa colocação do prof; edmar, pois nos mostra os estragos que de certa forma estamos fazendo com o nosso habitat natural que é o planeta, se essa regra do capitalismo de produzir, produzir, e produzir não for abolida coitado de nós, sabe porque, onde iremos viver? o que faremos se um dia o mundo em que vivemos viesse realmente a furecer? certamente iremos pagar por cada coisa que eles produzem e nós consumimos, e iso não é bom.

    ResponderExcluir
  5. O desenvolvimento ao custo do esgotamento dos recursos naturais nos faz lembrar da ideia de ser humano enqunto nômade:

    "O nomadismo consiste em uma prática onde um homem ou grupos humanos vagueiam por diferentes territórios. Nesse processo de locomoção pelo espaço, essas comunidades utilizam-se dos recursos oferecidos pela natureza até esses se esgotarem. Com o fim desses recursos, esses grupos se deslocam até encontrarem outra região que ofereça as condições necessárias para a sobrevivência"(1)

    Será que está faltando ao ser humano se lembrar que não temos para onde nos mudar, que o planeta em condições de habitação mais próximo pode nem existir. De certo que todos já sabem disso.

    Certa vez, um sábio índio ameriacano escreveu a carta intitulada "Carta do chefe Seattle", na qual podemos ler:

    "Cada pinha brilhante, cada praia de areia, cada névoa
    nas florestas escuras, cada inseto transparente, zumbindo,
    é sagrado na memória e na experiência de meu povo."(2).

    Em seus dizeres o sábio índio faz referência a uma natureza que de fato é mãe, e como tal tem que ser cuidada, amada e respeita. Dessa forma a idéia de destruir o patrimônio natural no qual vivemos é agredir a Mãe Terra.

    Consta no discurso proferido na ONU por Leonardo Boff em defesa do Dia Internacional da Mãe Terra:

    "[...] olhando a Terra mais de perto, nos damos conta de que ela se encontra crucificada. Possui o rosto do terceiro e quarto mundo, porque vive sistematicamente agredida. Quase a metade de seus filhos e filhas padecem fome e sede e são condenados a morrer antes do tempo. A cada quatro segundos, consoante dados da própria ONU, morre uma pessoa estritamente de fome."(3)

    O que mais nos faz lamentar é que a crussificação da Mãe Terra, ao contrário da crussificação de Jesus Cristo, não trará vida para a maior parte da população. Trará sim, satisfação para quem pensa que será feliz pela apoderação dos recursos que não pertence à uns poucos.

    (1)http://www.brasilescola.com/historiag/nomadismo.htm
    (2)Carta disponível em: http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=3981&ReturnCatID=1773
    (3)
    Dia Internacional da Mãe Terra - Discurso de Leonardo Boff na ONU - disponível em:
    http://www.sintrafesc.org.br/view_artigo.php?id=2052

    ResponderExcluir
  6. Concordo plenamente, uma vez que com este sistema de "nao ter regras" é que é o maior causador de todos os desastres ambientais, e quem paga é o proprio homem, pois a natureza cobra de qualquer maneira. Portanto, cabe ao homem analisar essas questões e levantar soluçoes para minimizar a degradação ambiental.


    Rayssa Souza dos Santos 3º F Nº 32

    ResponderExcluir
  7. em todos os fatos que ocorrem neste mundo, podemos compreender que o mundo se desenvolve cada vez mas; e isso quer dizer que, na realidade ele sofre ameaças:"Aquecimento Global"...
    será que estamos fazendo a coisa certa? pense bem nesse caso! Aluna: Tayane Lopes nº33 Cem.ECGT...

    ResponderExcluir
  8. A História do Capitalismo
    Aluna: Tayane Lopes nº33 Stella dos C. Guimarães Tróis

    O capitalismo tem seu início na Europa. Suas características aparecem desde a baixa idade média (do século XI ao XV) com a transferência do centro da vida econômica social e política dos feudos para a cidade. O feudalismo passava por uma grave crise decorrente da catástrofe demográfica causada pela Peste Negra que dizimou 40% da população européia e pela fome que assolava o povo. Já com o comércio reativado pelas (Cruzadas do século XI ao XII), a Europa passou por um intenso desenvolvimento urbano e comercial e, conseqüentemente, as relações de produção capitalistas se multiplicaram, minando as bases do feudalismo. Na Idade Moderna, os reis expandem seu poderio econômico e político através do mercantilismo e do absolutismo.

    ResponderExcluir
  9. A história do Capitalismo
    Aluna: Tayane Lopes nº33 3ºB
    Encontramos a origem do sistema capitalista na passagem da Idade Média para a Idade Moderna. Com o renascimento urbano e comercial dos séculos XIII e XIV, surgiu na Europa uma nova classe social: a burguesia. Esta nova classe social buscava o lucro através de atividades comerciais.
    Neste contexto, surgem também os banqueiros e cambistas, cujos ganhos estavam relacionados ao dinheiro em circulação, numa economia que estava em pleno desenvolvimento. Historiadores e economistas identificam nesta burguesia, e também nos cambistas e banqueiros, ideais embrionários do sistema, capitalista: lucro, acúmulo de riquezas, controle dos sistemas de produção e expansão dos negócios.

    ResponderExcluir
  10. Concordo e respeito a opinião de todos à respeito do que estamos fazendo em relação a Terra, mas vem uma pergunta que não quer calar: Como vamos abrir mão de todo conforto dessa tecnologia que nos cerca atualmente, todos nós queremos o melhor pra nós mesmos, qm não qr ter um carro próprio? quem não quer um bom celular?Qnto mais se consome, mais se produz, essa mudança não deve ser feita de fora pra dentro e sim de dentro pra fora. Todos juntos buscando maneiras pra encontrar soluções para desenvolvermos sem prejudicar mais ainda do que já prejudicamos o planeta.

    3º A
    nº39

    ResponderExcluir
  11. Sim queremos o melhor mas diante de tudo isso surge a questão:Devido tudo que esta acontecendo com o nosso planeta,o que nos torna bons ou maus?
    É simples dizer são nossas ações que nos tornam bons ou maus...Apesar que me lembro bem de uma das aulas de historia em que o professor mencionou que nos podemos passar a vida toda sendo pessoas boas,mais no dia em que fazer algo mau seremos apontados pelo nosso erro.
    Assim acredito que o melhor para cada um fazer é tomar um pouco de conciência diante das ações que faz que,mais tarde não venha a sofrer pelo mau que vc mesmo causou...
    Digo a vcs a tecnologia muda o modo de pensar de qualquer um,assim:
    Com todos esses fatores moldando as atividades e as ações das pessoas,algunas talvés achem que não devem ser responsabilizados por suas más ações.
    Mas será que isso está certo???
    Pois assim como o volante controla a direção de um carro e o leme controla a direção de um navio,a mente controla o corpo.Bjinhos
    Patrcia Êmile 2G

    ResponderExcluir
  12. acho que o capitalismo ganharia muito mais investindo em sistemas retonaveis e menos prejudiciais a natureza assim o capitalismo cresceria muito mais e a natureza agradeceria.

    bruna da silva gomes N:4 3b

    ResponderExcluir
  13. Hoje nós vemos as consequências, da industrialização desenfreada principalmente na natureza. No capitalismo a preocupação de quem produz é agradar o consumidor e incentivá-lo a comprar cada vez mais não importando os prejuízos que serão causados ao planeta, portanto, cabe ao consumidor prestar a atenção, na hora de consumir esses produtos, que são vendidos por aí e ver se eles se preocupam com alguns critérios essenciais para se proteger o planeta.
    (Kamila Lopes da Costa nº:25 2ºB)

    ResponderExcluir
  14. O que vc quer hoje?
    O que vc faria para conseguir algo??
    No filme AVATAR mostra bem essa realidade, pois bem, lá resalta que o ser humano conseguiu acabar com os preciosos recursos de sua natureza, e agora com se não bastasse foi atraz de um outro lugar onde há recurssos para sugar do planeta explorado. e agora eu pergunto: o que vc faria para ganhar?? vc derrubaria alguém para tomar a frante??
    Esse sistema capitalista prega issu: não basta ser bom, para ser visto tem que ser o melhor... concordando ou não é issu, encare essa realidade eminente!

    ResponderExcluir
  15. Caro Jean Paulo!

    Mas o filme também não relata algo de bom? Ao observar o comportamento do ser humano nos nosso próprio comportamento também percebemos que somos compostos por duas naturezas: a desintegradora, que rompe com tudo o que está a nossa volta e desenvolve apenas realções de dominação e, a integradora, que não entende o homem como ser dominador, mas como ser cplaborador da existência.

    O ser extremamente dominante, ao consumir todos os recursos naturais a sua volta restará por consumir a si mesmo em motivo, sem razão.

    O ser extremantente colaborador dar-se-á a ser devorado.

    Espera-se que haja um meio termo. É a nossa única saída.

    ResponderExcluir
  16. Concordo, mas como diz Shakespeare "Atiramos o passado ao abismo - mas não nos inclinamos para ver se ele está bem morto." temos dificudade de entendermos o que realmente queremos, como intender o resto? eu acho que a natureza ja está respondendo essa pergunta.

    ResponderExcluir
  17. Edmar Soares Brasileiro10 de maio de 2010 21:17

    Desde de o momento que o Homem se deu conta de que é capaz de dominar o mundo tammbém buscou tomar para si a riqueza do mundo, no entanto, não se percebe que toda essa busca não o está levando a nada, o que mais importa é a continuidade de sua espécie.A luta desenfreada por algo de jamais lhe satisfaça tem feito do Homem o seu próprio escravo, o conhecimento deveria servir para solucionar seus problemas, porém cada vez mais se encontra em conflito sem se preocupar com seus semelhantes futuro.

    ResponderExcluir